quinta-feira, 17 de abril de 2008

Não há Sonho sem Poesia

LER, DOCE LER

Os livros são casas
com meninos dentro
e gostam de os ouvir rir,
de os ver sonhar
e de abrirem de par em par
as paisagens e as imagens
para eles, lendo, poderem sonhar.
Os livros gostam muito
de contar histórias,
mesmo que essas histórias
sejam contadas em verso
com a mesma naturalidade
com que eu escrevo,
com que eu converso.

José Jorge Letria


5 comentários:

Crescer Sem Limites disse...

Obrigada pela visita e de tão simpático comentário.
Gostei do poema e retribuo com outro do mesmo autor:

Os Livros

Apetece chamar-lhes irmãos,
tê-los ao colo,
afagá-los com as mãos,
abri-los de par em par,
ver o Pinóquio a rir
e o D. Quixote a sonhar,
e a Alice do outro lado
do espelho a inventar
um mundo de assombros
Que dá gosto visitar.
Apetece chamar-lhes irmãos
e deixar brilhar os olhos
nas páginas das suas mãos

José Jorge Letria, Pela casa fora,1997

Dreamlu disse...

De nada!Adorei o poema...não conhecia...bjokinhas***

Ana Tarouca disse...

Adoro os poemas deste autor. Achei este blogue delicioso e com excelentes conteúdos.
Obrigada pelo link. Já retribuí porque realmente gostei do que vi.
Bjs
Ana

enfermped disse...

Olá, foste nomeada pelo Enferm@gem Pedi@trica, passa pelo blog.
Bom fim-de-semana!

SílviA disse...

Adoro o poema, adoro o livro. Já falei varias vezes dele no meu blog. Os livros do Jose Jorge Letria sao deliciosos.

Bjinho